31.2 C
Tocantins
sexta-feira, abril 12, 2024
- Publicidade -

Escolas contarão com reforço na segurança e psicólogos para combate e prevenção de ataques

- Publicidade -spot_img

Órgãos da Segurança Pública e Educação do Estado integram Comitê para adotar medidas preventivas contra atos de violência em ambientes escolares.

Autor:Redação


Fotos: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins

O governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, reuniu-se nesta quinta-feira, 13, com representantes do Comitê de Prevenção à Violência e Promoção da Cultura de Paz no Ambiente Escolar para discutir medidas de prevenção a violência nas escolas do Estado. Durante a reunião, o governador enfatizou a necessidade de empregar todos os recursos necessários para a implementação de atividades integradas de prevenção, incluindo o reforço policial e a contratação de psicólogos para todas as escolas estaduais.

“Estamos aqui com a Secretaria de Segurança Pública, a Secretaria da Educação e o Comando da Polícia Militar, em decorrência da preocupação que temos com as nossas escolas; com a segurança de alunos e professores. Aqui no Tocantins, nós daremos toda ênfase ao cuidado com a comunidade escolar para melhorar a segurança nas escolas e dar tranquilidade aos pais de alunos”, afirmou Wanderlei Barbosa.

Recentemente, o país tem registrado ocorrências de violência em escolas, o que levou a uma crescente demanda por políticas públicas para prevenção de ataques. No Tocantins, as autoridades de segurança já estão tomando medidas para promover a cultura de paz nas escolas. “A Polícia Militar está presente nas escolas, fazendo patrulhamento e melhorando a segurança nos arredores de ambientes escolares. A população tocantinense pode ficar tranquila. A Polícia Militar continuará fazendo esse acesso às escolas, conversando com os professores, com os alunos e com os pais para manter a segurança”, enfatizou o Chefe do Estado-Maior da Polícia Militar (PMTO), coronel Cláudio Thomaz Coelho de Souza.

A Polícia Civil também deu início a uma série de visitas a escolas para tranquilizar e conscientizar a comunidade, e inibir qualquer ato de violência. O secretário de Estado da Segurança Pública (SSP), Wlademir Costa Mota Oliveira, ressaltou que, além das visitas, o Setor de Inteligência também está trabalhando para identificar ameaças.

“Temos protocolos que serão adotados e difundidos por todo o Estado, além de parcerias que serão realizadas com as prefeituras. O Ministério da Justiça lançou edital com R$ 150 milhões em investimento, visando esse combate, e precisamos estar juntos com as prefeituras pela segurança nas escolas. Diversas ações têm sido tomadas, como palestras para conscientização, além do monitoramento, por parte da nossa inteligência, para detectar eventuais ameaças nas escolas. Assim, podemos agir rapidamente antes que alguma coisa aconteça”, assegurou o secretário.

Já o gestor da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Fábio Vaz, enfatizou que o protocolo de segurança e prevenção desenvolvido pelo Comitê será implantado em todas as escolas do Tocantins. “Estamos tratando a educação como um território, ou seja, escolas estaduais, municipais e privadas, juntas. Vamos propor um protocolo comum a todas e levar a elas informação, juntamente com a Segurança Pública. Temos também um olhar especial para o acolhimento ao estudante através de psicólogos para atender esses jovens, porque, às vezes, outras questões sociais e emocionais podem estar reverberando nas escolas. Estamos atentos a todos os casos, tudo está sendo monitorado e agindo rápido para frustrar qualquer tentativa”, comentou.

O governador Wanderlei Barbosa também tranquilizou a comunidade escolar, assegurando que as forças de segurança do estado estão trabalhando juntas para melhorar a segurança nas escolas e promover a cultura de paz, assegurando o direito à Educação e à Segurança garantido a todos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais lidas
MAIS LIDAS