26.2 C
Tocantins
sexta-feira, abril 12, 2024
- Publicidade -

Palmas estuda estratégias para ampliar educação bilíngue na Capital

- Publicidade -spot_img
Proposta será desenvolvida em parceria com governo estadual

Na tarde desta quarta-feira, 24, o secretário municipal da Educação, professor Fábio Chaves, recebeu em seu gabinete, a equipe técnica da Secretaria da Educação do Tocantins (Seduc) para tratar sobre a parceria entre a rede municipal de ensino com o Estado para ampliar a oferta da educação bilíngue aos alunos surdos matriculados em unidades educacionais da Capital.

A proposta da reunião foi para tratar da extensão do atendimento da Escola Bilíngue para as séries iniciais da educação fundamental, sendo do 1º ao 5º ano, dos alunos matriculados em unidades educacionais de Palmas que são surdos, surdos cegos, com deficiência auditiva, sinalizantes, surdos com altas habilidades ou superdotação ou com deficiências associadas, ou ainda que tenham optado pela modalidade bilíngue e o português escrito como segunda língua.

De acordo com a diretora de Educação Inclusiva e Acessibilidade do Estado, Paola Regina Martins Bruno, a proposta para o município de Palmas é que as turmas do 1º ao 5º anos integrem a Escola Bilíngue do Estado. “A Escola Bilíngue recém-criada pelo Governo do Tocantins agrega todos os conteúdos, metodologias e estratégias pedagógicas voltadas para a Língua de Sinais. São planejamentos, estratégias, metodologias diferenciadas obedecendo a resolução da LDB de 2021, para que os estudantes surdos e com outras deficiências, que se comunicam pela língua de sinais tenham direito à educação em sua própria língua”, explica a diretora reforçando que essa modalidade deveria ser iniciada na educação infantil e se estender ao longo da vida escolar do estudante.

Ciente da importância da oferta de metodologias e didáticas especializadas para este público, o professor Fábio Chaves, sinalizou positivamente à solicitação de parceria com o Estado para que os alunos matriculados na rede também possam ser inseridos na Escola Bilíngue. “A educação dos surdos é uma questão de extrema relevância para toda a rede e principalmente para comunidade surda. Sabendo que o ensino bilíngue é um recurso importante para que a criança surda avance na aprendizagem e na socialização, a rede municipal de Palmas está aberta para viabilizar e ajudar no ingresso dos alunos surdos no projeto bilíngue que o estado está ofertando”,  falou o gestor.

Ao final do encontro, ficou acertado que a Seduc apresentará nos próximos dias uma proposta de convênio para que seja realizada a parceria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais lidas
MAIS LIDAS